Conecte-se conosco

Famosos

Tatá Werneck defende irmã de Paulo Gustavo e xinga mulher: ‘Vai tomar no c*’

Publicado

em

Tatá Werneck defendeu Juliana Amaral, irmã de Paulo Gustavo (1978-2021), de uma mulher que a chamava de alienada por criticar o presidente Jair Bolsonaro e recusar o lamento do político pela morte do comediante em decorrência do Covid-19. “Vou levar na sua bunda”, disparou o comediante nas redes sociais.

No dia 29 de maio, Juliana publicou em seu perfil do Instagram a foto da tatuagem que ela fez em homenagem ao filho de Déa Lúcia e escreveu na legenda uma mensagem contundente para Jair Bolsonaro.

Ela disse que ficou sabendo que o presidente fez um post em que ofereceu condolências pela morte do comediante e deu uma resposta irada. O produtor acusou o político de carregar quase 500 mil mortes de brasileiros na Covid-19, incluindo seu irmão.

“Senhor presidente, me disseram algo sobre você postar condolências à minha família. Agora mesmo eu tive a força para vir e responder como você merece, e o mínimo que posso dizer é que, para consistência, nunca coloque na boca de novo o nome do meu irmão ”, mandou Juliana.

“Aquela boca que disse não à vacina e tantos condenou à morte, aquela mesma boca que zombou de gente com falta de ar, gente que viveu o horror que meu irmão viveu, não pode ser usada para pronunciar o nome dele ou prantear a morte de todos vítimas de Covid “, continuou ele.

Durante a CPI da Covid, foi revelado que o governo federal rejeitou milhões de doses de vacinas, que poderiam ter salvado muitas vidas na pandemia.

“Também espero que não transmita seus sentimentos mais sinceros à minha família, pois não os aceito. Não sei o que sentimentos tem um homem que deixa um país inteiro para a morte. Guarde seus sentimentos para si mesmo e não force nos a tratar Peço também que o deposite na própria consciência, pois é o seu governo que pesa a pior gestão desta pandemia mundial ”, acrescentou Juliana.

Tatá Werneck refuta e ofende internauta (Reprodução / Instagram)

Ele concluiu: “Espero que você saiba que meu irmão e você não tinham nada em comum. Você viaja em caminhos opostos. Enquanto ele caminhava pela estrada da vida, do afeto, da generosidade e da empatia, você passou pelas trevas, trazendo as trevas. E a morte .O Brasil que tu comandas carrega nas costas [tem] quase 500 mil crianças mortas, entre elas meu irmão ”.

No domingo (30), uma mulher chamada Camila Soares refutou a mensagem. “Como você está alienado. Política com o nome do seu irmão? Lamentável!” Comentou o estranho.

Tatá Werneck respondeu sem falar. “Camila, pega na sua bunda. Quem você acha que é para vir na página dela dizer o que ela deve ou não realizar? Veja você mesmo, gado”, disse a apresentadora de Lady Night.

Paulo Gustavo faleceu no dia 4 de maio, devido a complicações da Covid-19, após passar 53 dias internado para tratamento contra a doença. Ele foi homenageado por artistas nas manifestações que aconteceram neste sábado (29) em todo o país e que exigiram a saída de Bolsonaro da presidência.


Fonte

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *