Conecte-se conosco

Sem categoria

Filme brasileiro, Tilda Swinton em dose dupla e muito mais: Festival de Cannes anuncia seleção oficial para 2021

Publicado

em

Filme brasileiro, Tilda Swinton em dose dupla e muito mais: Festival de Cannes anuncia seleção oficial para 2021 3

O Festival de Cinema de Cannes, o evento cinematográfico mais importante do mundo, anunciou sua seleção de filmes que concorrerão ao Palma d’Or, prêmio principal da festa. Como é tradição, a seleção oficial conta com nomes reconhecidos do cinema mundial, além de novas apostas. No ano passado, o festival foi cancelado pela primeira vez em sua história, devido à pandemia Covid-19, e, para garantir este ano, foi adiado para julho, ao contrário dos anos anteriores, onde sempre acontecia entre abril e maio.

o musical Annette, estrelando Adam Driver eu Marion Cotillard, e administrado pelos franceses Leos Carax, será o filme inaugural da festa. Outro grande destaque é Benedetta, novo filme do polêmico diretor Paul Verhoeven, comandado pelo aclamado Ela, estrelando Isabelle Huppert e lançado em 2016. O diretor americano Wes Anderson lançará seu novo filme, A crônica francesa, Dentro do estojo.

LEIA MAIS: Samara Weaving se junta a Margot Robbie no novo filme do diretor de “La La Land”

A seleção de Cannes ele ainda tem Os herois, o novo filme do diretor iraniano, vencedor de dois Oscars, Asghar Farhadi. o filme tão esperado Memória, estrelando Tilda Swinton e conduzido pelo tailandês Apichatpong Weerasethaku, também será exibido no festival. O produtor brasileiro Rodrigo Teixeira (me chame pelo seu nome) produz Ilha Bergamn, o novo filme do diretor Mia Hansen-Love. E finalmente, O marinheiro das montanhas, pelo diretor brasileiro Karim Aïnouz, que ali também estreia em exposição especial.

Veja a lista completa:

• Annette, de Leos Carax (França)
• Feleségem Története (My Wife’s Story), de Ildikó Enyedi (Hungria)
• Benedetta, de Paul Verhoeven (Holanda)
• Ilha de Bergman, de Mia Hansen-Love (França)
• Dirijo meu carro, por Ryusuke Hamaguchi (Japão)
• Dia da Bandeira, por Seine Penn (EUA)
• Ha’berech (joelho de Ahed), de Nadav Lapid (Israel)
• Casablanca Beats, de Nabil Ayouch (Marrocos)
• Hytti núm. 6 (compartimento nº 6), por Juho Kuosmanen (Finlândia)
• A Pior Pessoa do Mundo, de Joachim Trier (Noruega)
• A Fratura, de Catherine Corsini (França)
• The Restless, de Joachim Lafosse (Bélgica)
• Paris 13º arrondissement, de Jacques Audiard (França)
• Lingui, de Mahamat-Saleh Haroun (Chade)
• Memory, de Apichatpong Weerasethakul (Tailândia)
• Nitram, de Justin Kurzel (Austrália)
• França, por Bruno Dumont (França)
• The Petrov Flu, de Kirill Serebrennikov (Rússia)
• Red Rocket, de Sean Baker (EUA)
• The French Dispatch, de Wes Anderson (EUA)
• Titane, de Julia Ducournau (França)
• Tre Piani, de Nanni Moretti (Itália)
• Tudo Aconteceu Bem, de François Ozon (França)
• Para Heros, de Asghar Farhadi (Irã)

O Festival de Cinema de Cannes também dará um prêmio especial para a atriz Jodie Foster, e acontecerá entre 6 e 17 de julho.

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *