Conecte-se conosco

Geral

Catador de recicláveis vítima de atropelamento ganha carrinho novo para poder voltar a trabalhar

Publicado

em

Era apenas mais um dia de trabalho para o catador de recicláveis Luís Carlos, 40 anos, quando ele foi subitamente atropelado por um carro em Pirajuí, no interior paulista.

O motorista fugiu sem prestar qualquer socorro, porém foi flagrado por uma câmera de segurança instalada na rua onde tudo aconteceu.

No acidente, Luís teve um dedo decepado e seu carrinho destruído. Este poderia ser o início de um período atribulado na vida do catador, porém no final das contas, tudo cooperou para o seu bem.

catador atropelado ganha carrinho novo doações

Dias após o acontecido, Luís ganhou um carrinho novo para dar continuidade ao trabalho – sua única fonte de renda.

Enquanto se recupera dos ferimentos, o catador tem sobrevivido com a ajuda de doações.

De acordo com o portal Repórter Bento Ribeiro, uma empresa metalúrgica fez a doação do carrinho, que o homem espera realizar uso assim que estiver 100% recuperado.

Atropelamento

Segundo a Polícia Civil, o atropelamento ocorreu no dia 20 de abril, tendo sido registrado o boletim de ocorrência uma semana depois.

Luís contou aos policiais que estava recolhendo recicláveis em posse do seu carrinho quando foi atingido por um carro em alta velocidade.

Vale lembrar, velocidade totalmente incompatível com a via.

O motorista fugiu de imediato, deixando o catador caído no chão. Ele foi levado a um pronto-socorro com a ajuda de desconhecidos que passavam por ali.

De acordo o delegado César Ricardo do Nascimento, o motorista é um jovem de 25 anos. Ele foi indiciado por lesão corporal culposa (quando não há intenção de cometer o crime), tendo confessado o atropelamento.

À polícia, o rapaz disse que fugiu do local do acidente porque não tem carteira de habilitação.

catador atropelado ganha carrinho novo doações

Recomeço

Após o susto e alguns dias de apreensão, Luís disse estar com as energias renovadas ao ganhar o carrinho novo.

Melhor ainda: ele está conseguindo movimentar os outros dedos, que desincharam aos poucos. “Estou muito feliz, graças a Deus. Agora vou conseguir trabalhar. A mão não dói mais”, detalhou Luís Carlos.

Feliz por tudo ter dado ao certo ao final, Luciana Cristina, irmã do catador, contou que desde o início desta semana ele não precisa mais realizar uso de medicamentos. “Fui com ele receber o carrinho e ficamos muito felizes. Ele estranhou um pouco ao tentar empurrar o carrinho por conta do dedo, porém conseguiu”, explicou.

catador atropelado ganha carrinho novo doações

Ainda assim, Luís e sua família dependem de doações até que a vida financeira de todos se estabilize após tantos dias parado.

“Não tem como ficar parado, é a fonte de renda dele. Não recebemos mais doações e foi ficando difícil. Seria bom se conseguíssemos mais doações de comida”, completou Luciana.

Fonte: Repórter Beto Ribeiro
Fotos: Reprodução / Repórter Beto Ribeiro

Quer ver a sua pauta no Curta? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *